QUADRINHOS

Tomboy

Um pequeno manifesto de performance de gênero lançado em 2017, na forma de um zine A6. As dobras indicam o sentido da leitura, conforme a personagem de desmonta e remonta diante do leitor. Tomboy foi publicado em Portugal pela Sapata Press / Gato da Bota em 2019, e selecionado para a Mostra Diversa do Museu da Diversidade Sexual em 2020.

TILT

Crônicas de enxaqueca crônica. TILT é uma HQ experimental que relata as experiências sensoriais e sociais de um cérebro quimicamente desequilibrado. Sobre dor, religião, ansiedade e depressão, o quadrinho explora as próprias entranhas através de técnicas mistas usando colagens de ressonância magnética, tinta, lápis e intervenção digital.
Finalista do Prêmio Dente de Melhor História em Quadrinhos e indicado ao Prêmio Grampo 2019.

Lilibel

Lilith é um demônio e Jezebel é uma bruxa – por enquanto. Ao ser enganada por Jezebel e trocar de lugar com a bruxa, Lilith é condenada a um verdadeiro inferno: São Paulo. Ter uma alma não é nada fácil, ainda mais uma alma de segunda mão.
Lilibel mistura desenho com recortes de fotografias e iluminuras de manuscritos medievais.

Kit Gay

Kit Gay foi primeiramente um zine modesto em tamanho A6: uma brincadeira de vestir um bonequinho de papel para que você tenha seu próprio Corpo Gay, lançado em 2018 em plena eleição.
Em 2021, Kit Gay volta agora em formato de livro pela Editora Veneta, com 96 páginas, muitas atividades inspiradas nos mais clássicos almanaques lúdicos, e muito amor pela comunidade LGBT+.

Compre:
Editora Veneta | Ugra | Amazon

PARTICIPAÇÕES EM OUTROS PROJETOS

Primeira página da HQ "Touch Screen".
touch screen

Publicado na Café Espacial Edição +18 em 2020, selecionada no Festival Internacional de la Bande Dessinée d’Angoulême e premiada pelo Troféu HQ Mix.

Gameplay
Gameplay

Publicado na coletânea Sob a Luz do Arco-Íris (org. Mário César Oliveira, Editora Skript), duplamente indicada ao Troféu HQ Mix.

Página da HQ Memento Mori.
memento mori

Publicado na antologia Quadrinhos que Podem Desgraçar a sua Vida do Selo Antílope, indicada ao Troféu HQ Mix.